quarta-feira, 16 de setembro de 2015

A tecnologia boost © nas bolachas não me convence…


Todos os anos por esta altura, deparo-me com um apetite acima do normal.
Pode haver vários motivos, mas de facto, se não tenho cuidado, acabo por ganhar uns quilitos  além do normal.

Para quem tem uma maratona de estrada a dois meses de distância, o aumento de peso é um problema muito sério!
A maratona é aquele tipo de prova em que o fator peso mais conta, na relação peso-força.

Portanto cada grama parece uma tonelada quando passamos além do quilómetro 35, ou por aí perto…
O aspeto mais difícil de controlar na alimentação não reside nas refeições propriamente ditas. Nesse campo, e desde que optei por levar o almoço de casa, o assunto está controlado, em quantidade e qualidade.

O pior é mesmo o lanchinho a meio da tarde!
Uma das medidas para tentar contornar a questão, é não ter nada de muito apetitoso à mão de semear.

Não pode haver na gaveta bolachinhas crocantes, biscoitos de manteiga, chocolatinhos, e por aí adiante.
A compra do lanche deve privilegiar o mais básico possível, tipo bolachas de água e sal, crackers, bolacha maria, de preferência de marca branca por serem menos apetitosas e fruta.

Haverá outras opções embora menos práticas para guardar na gaveta ou na mochila se for caso disso.
Há uns tempos, na perseguição da bolacha perfeita, aquela que não engorda e é saborosa , vi umas bolachas de arroz com a aparência da famosa tecnologia da sola boost da Adidas.

Flagship da Adidas em termos de sola. A tecnologia boost©

Resolvi comprar. Pareceu-me boa opção por ter um aspeto de sola patenteada…

Bolachas de arroz tipo "boost"
A primeira impressão é a de estar a comer esferovite com sabor a pipoca!
Não são más. Engordam pouco e ficam económicas.

De facto, ser tiver apenas estas bolachas na gaveta, elas duram e duram…
Há dias em que prefiro passar fome, a ter de as comer!

É por isso que digo que “A tecnologia boost nas bolachas não me convence…”, eh eh!
Ai Maratona, a quanto obrigas…

Bons treinos!

12 comentários:

  1. ahahahah nunca me tinha apercebido disso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda vamos ter a Adidas a chatear a Lidl, Minipreço e outras lojas por causa de direitos de autor da marca boost :) Abraço

      Excluir
  2. A tecnologia boost nos sapatos é perfeita mas nessas bolachas também não me convence nada (a minha mulher é que gosta!)

    Um abraço e em força para a Maratona

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de não ter sapatos de corrida com sola boost, acredito piamente que é uma boa tecnologia. Na bolachas é que ainda há algum trabalho a fazer.. :).
      Fora de brincadeira, são aqueles pequenos sacrifícios que temos de fazer se queremos ser maratonistas (lembro-me de outro maratonista que "cortou" nos gelados durante a preparação para uma maratona :))
      Um abraço e bons treinos para a Maratona de Lisboa

      Excluir
    2. Apesar de não ter sapatos de corrida com sola boost, acredito piamente que é uma boa tecnologia. Na bolachas é que ainda há algum trabalho a fazer.. :).
      Fora de brincadeira, são aqueles pequenos sacrifícios que temos de fazer se queremos ser maratonistas (lembro-me de outro maratonista que "cortou" nos gelados durante a preparação para uma maratona :))
      Um abraço e bons treinos para a Maratona de Lisboa

      Excluir
    3. Eh eh eh, quem terá sido? :)

      Excluir
  3. Compra as de milho. São mais saborosas. Adiciona queijo fresco ou Philadelphia Light e vais ver que fica um repasto!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm,... vou experimentar. Espero não ficar viciado :)
      Bjs

      Excluir
  4. Também já fui vítima dessas bolachas!!! :)

    Mas há quem goste!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continuemos na busca do santo Graal das bolachas, eh eh!
      Abraço

      Excluir
  5. As de milho ainda são boas... Agora essas, esferovite é a palavra exata para definir o sabor delas :)

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho de experimentar essas bolachas de milho! Abraço

      Excluir